Amamentar queima calorias e ajuda a emagrecer

Mariana Bueno

Do Bolsa de Bebê

A atriz Daniele Suzuki é uma das tantas mulheres que perderam os quilinhos extras ganhados durante a gestação sem fazer milagres os apostar em fórmulas infalíveis. Tudo seu deu graças à amamentação. Assim como a atriz, que é madrinha da Campanha Nacional de Amamentação, muitas mães têm optado por prolongar a amamentação dos filhos, pois além de fazer bem à saúde deles, ajuda também a reconquistar a velha forma de antes da gravidez.

Leia também:

Autoestima na gravidez

Voltando à forma: controlando a boca nervosa

Pai: pelo direito de ser coruja

De acordo com o pediatra Guilherme Sargentelli, do Hospital da Criança Prontobaby, quem amamenta perde peso mais rápido. Ele explica que isso ocorre por causa da produção de ocitocina, que é estimulada pelo ato de amamentar e atua sobre a contração uterina. “Há vários estudam que evidenciam a perda calórica que essa ação produz. Mas não é possível determinar uma média de perda de peso, já que o tempo necessário para que o corpo da mulher volte a ser como era antes da gravidez é algo individualizado. Isso vai depender muito dos hábitos alimentares da mãe na fase de amamentação, assim como a sua rotina de exercícios e atividades e a própria rotina de aleitamento. O comportamento emocional da mulher nesse período também pode influenciar no processo de emagrecimento”, afirma.

É sempre bom lembrar que o leite materno deve ser o alimento exclusivo do bebê até os seis meses. Mas o médico diz que amamentar até os dois anos de idade ou mais não só é possível, como também é recomendável. Esse é, inclusive, o objetivo da campanha “Amamentar hoje é pensar no futuro”, promovida pela Sociedade Brasileira de Pediatria”.

Durante o período da amamentação, ele recomenda que as mães tenham uma alimentação balanceada, com alimentos como iogurtes, leite desnatado, ricota (ricos em cálcio), cereais integrais (ricos em vitamina B6), peixes (ricos em ômega 3), verduras, banana, aves, carnes magras e ovos. “No processo de perda de peso, a orientação de um nutricionista é sempre bem-vinda e pode ajudar as mulheres”, diz. Já as atividades físicas devem começar gradativamente e também de forma orientada, para que a mãe saiba que tipo de exercícios ela pode ou não praticar.

Categoria:

Leia também:

Facebook Comments Box