1ª semana de gravidez: você ainda não deve saber que uma nova vida se forma!
Gravidez

A maioria das gestantes tem a maior curiosidade de saber o que acontece com o seu bebê durante a gravidez: se está bem, se formando direitinho, se é menino ou menina, quando vai começar a sentir ele ou ela se mexendo etc. Isso sem falar nas mudanças que a gravidez traz ao corpo da mulher, que são muitas.

Antes de mais nada, é necessário saber se você está pronta para encarar essa nova fase da vida. Ser mãe pode ser uma tarefa excitante, mas nada fácil. Por isso é muito importante estar em dia com a sua saúde física e mental. Aproveite as dicas do guia para a futura mamãe para preparar-se melhor para esse momento tão especial!

Outro detalhe importante: para que você sinta sua gravidez como uma experiência positiva é necessário ter informações sobre o que acontece com seu corpo e com o seu bebê durante a gestação, o que pode ajudá-la a diminuir o medo e a ansiedade. Tem gente que pensa que gravidez é doença e acaba dizendo mais bobagem do que ajudando. O que não vai faltar é gente dizendo o que você pode ou não pode fazer. Amigos, parentes e até mesmo desconhecidos podem querer opinar sobre sua gravidez. Embora muitos possam ter boas idéias, lembre-se que a fonte de informação mais confiável nesse momento é o seu obstetra ou um profissional de saúde qualificado no assunto. Sempre que tiver dúvidas, não hesite em perguntar.

A gravidez dos humanos dura, em média, 280 dias, 10 meses lunares, 40 semanas ou 9 meses solares. Para você é mais fácil pensar em meses lunares, que sempre têm 28 dias, pois o mês solar pode variar dependendo do mês. Para nós, médicos obstetras, a conta é feita através das semanas de gestação, exatamente o que vamos começar a ver agora.

Você sabe como tudo começa? O primeiro passo é o espermatozóide conseguir encontrar o óvulo e isso tem uma chance maior de acontecer se a mulher transar sem proteção no período fértil. A esse encontro dá-se o nome de fecundação e normalmente acontece na trompa uterina. É nesse momento que acontece a fusão das cargas genéticas do óvulo e do espermatozóide que irão determinar as características do futuro ser, incluindo o sexo (masculino ou feminino). Uma vez fecundado, o óvulo começa um processo de divisão celular e inicia sua viagem das trompas até o útero, local ideal para se implantar e então começar as trocas com o organismo materno, iniciando a gravidez. Esse processo – da fecundação ao início da implantação – dura em média 6 a 8 dias. É muito importante lembrar que não são todos os óvulos fecundados que acabam se implantando, pois isso depende de diversos fatores, inclusive genéticos e imunológicos.

Esse é um detalhe muito importante. À luz da ciência médica, só se pode dizer que a mulher está grávida quando é possível detectar a presença do embrião no seu corpo. A forma mais precoce de saber disso é através do exame de sangue BHCG, hormônio secretado pelas células embrionárias depois de iniciado o processo de implantação. Através desse exame, é possível saber se a mulher está grávida antes mesmo da menstruação atrasar!

O cálculo da idade gestacional pode ser feito através de duas formas: data da última menstruação e ultra-sonografia. Como é muito difícil estabelecer com precisão a data em que ocorreu a implantação daquele óvulo fecundado, o cálculo acaba sendo estimado pela data do primeiro dia do último ciclo menstrual. Isso pode parecer meio complicado, mas não é. Nas mulheres que menstruam regularmente, o período fértil ocorre aproximadamente na metade do ciclo menstrual, época mais favorável para ocorrer a fecundação. Daí, perguntarmos pela menstruação anterior ao atraso. Normalmente, a idade do embrião é de duas semanas a menos do que a idade gestacional. Por exemplo: na décima semana de gestação, contadas a partir do último dia de menstruação, temos um embrião com 8 semanas de idade. Para ser mais didático, as referências serão dadas de acordo com a idade gestacional.

Primeira semana: embora ainda não seja possível afirmar que você está grávida, essa seria a semana relativa ao tempo que o óvulo fecundado demora para chegar até o útero e começar o processo de implantação.

Leia também: 

Gravidez semana a semana: veja o que ocorre com mãe e bebê
Entendendo seu corpo: período fértil
Especialista esclarece 10 principais dúvidas sobre o ultrassom
As 10 maiores dúvidas sobre ovulação

×
Faça do Bolsa de Bebê
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter