Participar da vida escolar dos filhos é importante. Veja como

Especialista indica que pais conheçam bem os professores e estejam presentes na hora do dever de casa
por Marianna Feiteiro

O envolvimento dos pais na vida escolar dos filhos deve começar antes mesmo de a criança ingressar na escola. Conhecer o ambiente, conversar com professores e observar como é a interação entre funcionários e alunos são ações que eles devem tomar para sentir se o local é adequado para seus filhos e para estabelecer uma relação de confiança com a instituição de ensino.

Leia também:

Dificuldade na escola pode significar problemas de saúde

Brincadeiras para crianças ajudam no aprendizado

Educação bilíngue: quanto mais cedo, melhor

Por outro lado, manter-se presente durante a evolução escolar da criança, apoiando-a e ajudando com os problemas, não só é essencial para assegurar seu desenvolvimento e aprendizagem como também garante maior cumplicidade entre pais e filho.

A coordenadora pedagógica Eloisa Monteiro, da escola Kinder Kampus educação bilíngue (SP), enumerou algumas atitudes que os pais podem tomar para que se envolvam mais ativamente na vida escolar dos filhos.

1.       Participe das reuniões de pais e professores. Segundo ela, essa é uma boa maneira de conhecer as outras famílias e a escola e mostrar que você é um pai participativo e interessado na educação de seu filho.

Créditos: Shutterstock Créditos: Shutterstock

2.       Se apresente aos professores no início do ano. “Você saberá quem estará com o seu filho diariamente e ele se sentirá mais seguro em saber que os pais conhecem seu professor. Assim, ele poderá falar mais sobre isso em casa”, diz Eloisa.

3.       Conheça o método de ensino e avaliação. “Ele deve fazer sentido para você”, indica Eloisa. Procure avaliar o que é exigido de seu filho e de que forma ele será avaliado e decida se a proposta é adequada, de acordo com seu julgamento.

4.       Ajude seu filho com as dificuldades. “Muitas vezes a criança se irrita ou se frustra perante um desafio. Fazê-la entender que é papel da escola tirar o aluno da zona de conforto pode ajudá-la a aceitar a dificuldade para, então, conseguir reler, repensar”, defende a especialista. Você pode dizer ao seu filho: “Se a escola só ensinasse coisas que você já sabe, não seria uma boa escola, não é?”

5.       Mantenha aberta a comunicação com a criança. O diálogo é fundamental para que você conheça a vida escolar de seu filho. É comum que a criança não queira contar como foi seu dia na escola. Nessas situações, procure brincar com ela e deixá-la descontraída para que, naturalmente, se abra.

Créditos: Shutterstock Créditos: Shutterstock

6.       Ajude na lição de casa. Eloisa indica que os pais conversem com os filhos para estabelecer uma rotina de lição de casa, determinando onde ela será feita, em qual horário, durante quanto tempo, etc. “Valorize o esforço de seu filho durante a tarefa. Estimule, mas não faça por ele, pois é importante que ele saiba fazer o que foi proposto. Se não souber, a dúvida deve ser encaminhada para a escola”, aconselha a profissional. A dica que ela dá é que o pai ou a mãe procure realizar uma tarefa similar ao mesmo tempo, mas que não seja mais atraente, como arrumar as contas da casa, fazer a lista de compras, etc. “Assim, ambos estarão concentrados”, diz.

7.       Tenha tempo de qualidade com seu filho. De acordo com Eloisa, passar tempo de qualidade com a criança é mais benéfico do que ficar horas ao lado dela sem interagir. “É importante estar ao lado dela, escutando e enxergando de verdade, para poder participar de sua vida, seja a escolar, familiar ou social. É de extrema importância a participação dos pais no desenvolvimento de seus filhos. Sem dúvida, criaremos seres humanos mais seguros, preparados para a vida e com boas relações com o mundo”, defende.

Para ajudar no rendimento escolar do filhote, veja o que colocar na lancheira:

Categoria:

Leia também: